Quando há muito pra dizer…

Quando há muito pra dizer, eu não digo nada. Quando eu não mereço, é que eu mais preciso.

Falo de palavras, amigos, carinho, amor,… Falo de tempo.

O tempo que eu preciso pra mim, é remédio. E é o mesmo tempo que me causa angústia e dor. É o tempo também que me abre os olhos, esclarece sobre o mundo e sobre tudo. É um tempo difícil. Aquele tempo que encerra ciclos, inicia fases, e consolida grandes momentos. O tempo resolve quase tudo. O tempo não é Rei, nem Senhor de nossas vidas. Mas com certeza, o tempo é uma das ferramentas divinas.

Já escrevi antes, sobre como estão as coisas aqui dentro, só não contei sobre ele… o tempo.

O tempo cronológico aqui dentro é diferente, os ponteiros movimentam-se conforme a batida no peito. Os segundos correm diferentes para as lágrimas ou sorrisos. Mas para saudade, aahh o tempo congela. Fica frio, vazio, quase impossível.

São segundos, é saudades, o tempo… Sou eu, novamente.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s