Você se acha?

No período escolar eu ouvia muito essa expressão. “Ah, aquela guria se acha muito. Ela se acha a tal”. E pelo menos aqui, isso significava que aquela menina era metida demais.

Depois, no período de vestibular, aquele momento complicado na vida de qualquer pessoa – Afinal é decidir aquilo que você vai dedicar tempo e esforço, para adquirir conhecimento, para fazer o resto dos dias da sua vida. Eu demorei. E enquanto eu demorava, meus amigos comentavam: “Eu me encontrei no curso de Direito” ou então “Fisioterapia é o melhor de mim, eu me achei”.

E a expressão de “se achar” teve um sentido melhor, na minha concepção.

Parece fácil, mas nesse segundo conceito, “se achar” é muito mais difícil, leva tempo e sensibilidade. Eu acredito que a conclusão final de “se achar” é o diploma do Auto-conhecimento. E meu caro, se você já conquistou esse grau, meus parabéns.

O auto-conhecimento é uma ferramenta poderosa para se ter sucesso. Primeiro porque só quem se conhece realmente, pode traçar objetivos e conquistá-los.

Você já percebeu que sempre postergamos essa análise pessoal?
Quando falamos sobre um amor: “Estou apaixonada(o), ela(a) é o amor da minha vida, eu me achei agora”.
Quando profissionalmente: “Estou numa nova empresa e nessa eu vou crescer, me encontrei de verdade”
E assim por diante. Talvez, se antes de tudo, fosse muito claro pra nós, os nossos desejos, sonhos, comportamentos e medos, facilitaria por exemplo encontrar o melhor caminho para um emprego feito para nós, ou então sinalizar o perfil certo de pessoa que buscamos para nos relacionar, ou até então uma cidade que seja mais adequada para nossa rotina.

Hoje eu conversei com uma grande amiga que não vejo há anos. Ela não mora mais no Brasil. E isso me gera um sentimento egoísta de querer ela aqui por perto para compartilharmos tantas confidências e alegrias novamente. Mas eu conheço o quanto é bom aquele coração e o quanto ela merece ser feliz. Se é há muitos km de mim, não tem problema.

Eu contei pra ela o quanto fico contente, sabendo a felicidade dela. E vendo como essa mudança transformou aquela menina em mulher. Ela encontrou a atividade, o emprego, a cidade, o marido,e tudo que move a vida dela. E ela me contou tudo isso, finalizando assim: “Eu me achei aqui”

Esse meu texto é pra contar a delícia que é viver, e a importância que é se conhecer. Desejo que você se ache, e se ache muito.

Beijos da Bru, que já achou o amor da sua vida, já achou os melhores amigos que ela poderia ter, achou também o curso e atividades que se apaixonou, e que ainda assim está se dedicando a se conhecer completamente. Um boa sorte, pra mim e pra você.

;*

Anúncios

2 opiniões sobre “Você se acha?”

  1. Texto maravilhoso Bruna, sensível, forte e revelador. O auto conhecimento é o ponto de partida para sermos humanos de verdade e vivermos a felicidade.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s